Smart Kitchen. Why not?

Quem nunca abriu a geladeira pela manhã e percebeu que o leite havia acabado. Ou pensou em preparar aquele cafezinho para uma visita especial quando viu que o pó de café já era.

Quem administra uma casa sabe o trabalho que dá checar os armários para ver o que está faltando, fazer aquela imensa lista e ir até ao supermercado para repor frequentemente os alimentos. Isso sem falar naqueles com filhos que  precisam manter a geladeira e os armários sempre cheios pra garantir a alimentação dos pimpolhos.

Uma solução quase mágica, mas que exige a parceria de empresas de setores diferentes poderia resolver ou pelo menos facilitar, de uma vez por todas, este desafio diário: “O Armário Inteligente”.

Tecnologia já não é mais um problema para equipar nossas cozinhas com armários e geladeiras dotados de tecnologia RFID para controlar o estoque e a validade dos produtos e ainda oferecer à dona ou dono da casa uma lista completa dos ítens que estão na despensa e dos que estão faltando. E é claro sem falar no botão de comprar sempre a mão que garantiria a experiência completa com o envio da lista para o supermercado online da preferência do consumidor.

 

Se isso era um sonho, agora está muito mais próximo de se tornar realidade. No setor hospitalar, os estoques de remédios já estão sendo controlados por um sistema semelhante, que evita inclusive o vencimento dos medicamentos e tem ajudado e muito os hospitais portugueses no controle de seus estoques.

Há mais ou menos 5 anos, eu havia desenhado uma proposta semelhante à apresentada pelos alunos da National Taiwan University, Jen-hao Chen, Keng-hao Chang, Pei-yu Chi, Hao-hua Chu, para uma grande empresa de alimentos, que foi inviabilizada mediante ao número de parceiros envolvidos e ao custo do projeto.

cozinha inteligente

Hoje o armário inteligente é apenas uma questão de tempo e boa vontade de parceiros de diferentes setores se reunirem para desenvolver uma solução aparentemente bem simples: dispositivos de RPFI instalados nos armários (ou até leitores de códigos de barra), Tela LCD com um softwares simples conectados à internet para transmitir os dados (ou um simples iPad), aplicativo mobile para operação do sistema.

Sim o dispositivo ainda seria para poucos assim como boa parte das soluções tecnológicas oferecidas para automação do lar, mas com certeza seria uma das soluções mais úteis para àqueles que tem que gerenciar suas casa à distância como eu.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *